Close

Resenha: Sejamos Todos Feministas

Sejamos Todos Feminista – Chimamanda Ngozi Adichie
Editora: Companhia Das Letras
Paginas: 64
I.S.B.N. 9788535925470
sejamos-todos-feministas

Chimamanda Ngozi Adichie ainda se lembra exatamente do dia
em que a chamaram de feminista pela primeira vez. Foi durante
uma discussão com seu amigo de infância Okoloma. “Não era
um elogio. Percebi pelo tom da voz dele; era como se dissesse:
‘Você apoia o terrorismo!’”. Apesar do tom de desaprovação de
Okoloma, Adichie abraçou o termo e começou a se intitular
uma “feminista feliz e africana que não odeia homens, e que
gosta de usar batom e salto alto para si mesma, e não para os
homens”.
Sejamos todos feministas é uma adaptação do discurso feito
pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1,5 milhão
de visualizações e foi musicado por Beyoncé.

Bom, o livro na verdade é uma adaptação de uma palestra e vai trazer questões como o que é feminismo? Através de experiências de familiares, amigos e que a própria autora vivenciou.
Ela vai tratar o tema feminismo de forma sutil mostrando que não se trata de um atentado aos homens e muito menos de ser menos feminina, mas sim defendendo a igualdade de gêneros. Trazendo exemplos que muitas vezes nós nem percebemos no nosso cotidiano como quando ela estava jantando com o amigo e o garçom se virou para dar boa noite apenas para o amigo ou quando em um estacionamento ao dar gorjeta ao manobrista ele agradeceu ao seu acompanhante, fazendo menção de que o dinheiro que ela lhe deu proveio dele.
Ela vai falar também no aspecto de criação e educação dos filhos onde no caso do menino ele não pode ter medo ou não podem ser fracos e se acaso forem precisam esconder isso e no caso das meninas se seu irmão estiver com fome ela quem tem que preparar algo para ele e não vice-versa.
Fala que vivemos em uma sociedade onde se a mulher passar da idade de casar é considerada um fracasso, mas no caso do homem é porque ele optou por um estilo de vida alternativo, por assim dizer.

“Em nossa sociedade, a mulher de certa idade que ainda não se casou se enxerga como fracassada. Já o homem, se permanecer solteiro, é porque não teve tempo de fazer sua escolha. ”

Traz a questão da mulher como dona de casa em que esperasse que ela, e apenas ela, faça o seu “papel” cozinhando para sua família, porém os mais famosos cozinheiros “chefs”, na maioria são homens.

Minhas Impressões

A autora tem uma narrativa muito fluida, numa sentada a gente consegue ler e embarcar na sua escrita, de fato eu me vi em algumas situações em que ela descreveu, porque assim como ela a minha visão sobre esse assunto não é de que devemos ser mais que os homens, mas sim que não sejamos passadas para traz pelo fato de sermos mulher.
Não concordo quando um homem e uma mulher, ambos com os mesmos cargos e qualificações, recebem salários desiguais, porque nesse caso os dois são merecedores do alto salário.
Enfim, foi uma ótima leitura digna de nota 10.
E fica a dica aí para vocês que gostam do tema ou até mesmo quem tem curiosidade de ler algo sobre o tema, como foi o meu caso.
Assinatura

0 thoughts on “Resenha: Sejamos Todos Feministas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *