Close

Resenha: Crônica de Uma Morte Anunciada

Crônica de Uma Morte Anunciada – Gabriel García Márquez
Editora: Record
Páginas: 177
ISBN: 978-85-01-01943-1
 

‘No dia em que o matariam Santiago Nasar levantou-se às 5h30m da manhãmorte_anunciada1‘. Fatalidade, destino, o absurdo da existência humana. O que explica a tragédia que se abateu sobre o protagonista de Crônica de uma Morte Anunciada? Neste romance curto de construção perfeita, García Márquez monta um quebra-cabeça cujas peças vão se encaixando pouco a pouco, através da superposição das versões de testemunhas que estiveram próximas a Santiago Nasar no último dia de sua vida.
Em que e em quem acreditar? Como descartar a parcialidade das versões e ‘o espelho quebrado da memória’ dos envolvidos.


O livro vai contar, na forma de uma reconstrução jornalistica a história de uma morte, mas precisamente o assassinato da Santiago Nasar ( calma que isso não é spoiler).
O livro já começa com a seguinte frase…

No dia em que iam matá-lo, Santiago Nasar levantou-se às 5 e 30 da manhã para esperar o barco em que chegava o bispo.

Ao longo do livro, o dia do assassinato vai sendo descrito com base nos depoimentos que foram colhidos 27 anos após o acontecimento, dessa forma a gente fica sabendo como era o Santiago por vários ângulos.
O livro carrega esse titulo pelo fato dos próprios assassinos terem espalhado para cidade o que estava prestes a acontecer. Como se eles esperassem que alguém os impedisse de praticar tal ato mas ao mesmo tempo, eles queriam que a noticia chegasse até Santiago, eles queriam que ele soubesse que iam mata-lo e anunciaram para toda cidade. Mas todos que ouviram aquela história não acreditavam que aquilo realmente fosse acontecer, pois conheciam os assassinos e sabiam que eram boa gente.

Nunca houve morte mais anunciada.

Nesse tempo todo da narrativa da história a gente sabe quem, onde e como, a unica coisa que não sabemos, que é justamente o motivo de 27 anos depois está sendo feito essa coleta de depoimentos, é o porque. Quando perguntavam para os assassinos o porque eles falavam que o Santiago sabia, mas já perto de sua morte a gente descobre que não, o coitado nem sabia o que tinha feito para merecer aquele fim.
A trama segue, as pessoas comentam e espalham a noticia, mas ninguém conta para o Santiago. Já perto da hora marcada para morte, os assassinos começam uma busca pela cidade atras da sua vitima e é ai que as pessoas começam a ver que eles falavam a verdade.
Mas só depois de tanto tempo e já no finalzinho do livro é que a gente vai descobrir o real motivo dessa morte tão anunciada.
 

Minhas Impressões

Esse foi o meu primeiro contato com esse autor que é tão famoso e falado, confesso que fiquei com medo de não gostar da história, mas sério, que livro incrível!
Com toda essa parte investigativa e esse suspense que rodeia essa morte e só faz a gente ficar mais curioso ainda pra saber o motivo que levou a morte do pobre do Santiago. Ainda mais que pelos depoimentos das pessoas você acaba criando uma afinidade com o personagem,  passa a gostar dele e chega um momento que você pensa: O que esse cara fez de tão ruim pra acontecer isso …?
Enfim, leiam porque é maravilhoso, pra quem curte mistério pode ir sem medo de ser feliz.
 
E se gostou desse post não esquece de compartilhar ta!? Beijos pra todo mundo :*Assinatura
 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *